Mortalidade infantil assola a Venezuela do ditador Maduro

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Levantamento feito com dados da Unicef e do Banco Mundial mostra que uma criança de até um mês morre a cada 20 minutos no país .

A mortalidade infantil na Venezuela retrocedeu 40 anos e já é duas vezes maior que a média da América Latina. As taxas registradas em 2017 são equivalentes aos índices do país em 1977.

Os dados mostram que, em 2017, uma vez mais, a taxa havia chegado próximo a 20 mortes por cada mil nascimentos.

Em números absolutos, significa que, no ano passado, 12 mil crianças morreram no primeiro mês de vida, uma morte a cada 20 minutos.

Em 1990, por exemplo, o total era de 7 mil mortes.

Outro sinal da crise é a taxa de mortalidade em crianças com menos de 5 anos. Os dados colhidos pela Unicef apontam para 30,9 crianças mortas para cada mil. A taxa, neste caso, é equivalente ao que existia no país em 1989.

Em 2017, de cinco a seis crianças morreram por semana na Venezuela por falta de comida e ao menos 33% da população infantil apresentou atraso no crescimento, conforme reportado pela Renova Mídia.

Adaptado da fonte Estadão

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.