Morte suspeita de testemunha do escândalo Odebrecht na Colômbia

Português   English   Español
Morte suspeita de testemunha do escândalo Odebrecht na Colômbia
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

O arquiteto Ponce de León, filho de Jorge Enrique Pizano, testemunha-chave no escândalo de corrupção envolvendo a Odebrecht na Colômbia, morreu de forma suspeita três dias depois do falecimento de seu pai.

Ponce de León morreu no domingo (11), pouco depois de ter voltado à Colômbia após viajar para a Espanha para comparecer ao enterro do pai.

A informação foi confirmada pela irmã do arquiteto, Juanita, em entrevista à “Caracol Radio“.

Segundo ela, o irmão bebeu uma garrafa de água com gás que estava na escrivaninha do país. Pouco depois, disse estar se sentindo mal e desmaiou. Juanita descarta que Ponce de León tenha se suicidado e revelou estar buscando assessoria jurídica para investigar o caso.

O pai dos dois, Jorge Enrique Pizano, que sofria de um câncer, morreu na quinta-feira vítima de infarto. Antes de falecer, Pizano concedeu entrevista à emissora “Notícias Um”, exibida na noite de segunda-feira (12), na qual revelou que o procurador-geral da Colômbia, Néstor Humberto Martínez, conhecia o escândalo de corrupção da Odebrecht desde 2013, antes de assumir o cargo.

 

Adaptado da fonte EFE
SIGA A RENOVA

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

Veja também...