Motorista de Uber nega relação com ataque hacker

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Danilo Marques depôs na tarde desta quarta-feira (24) na Superintendência da Polícia Federal em Brasília.

Um dos alvos da Operação Spoofing, lançada pela Polícia Federal (PF), nesta terça-feira (23), Danilo Cristiano Marques, de 33 anos, é um motorista de Uber que mora em Araraquara, interior de São Paulo.

Durante depoimento, na tarde desta quarta-feira (24), Danilo negou qualquer envolvimento com os ataques hacker a celulares do ministro da Justiça, Sergio Moro, e de outras autoridades brasileiras.

Um dos IPs de onde partiram os ataques levou a um imóvel ligado a Marques, segundo matéria da revista Crusoé.

Além de Marques, outras três pessoas foram detidas por agentes da PF após o juiz Vallisney de Souza Oliveira expedir mandados de prisão temporária.

Gustavo Henrique Elias Santos, Suellen Priscila de Oliveira e Walter Delgatti Neto também estão detidos na Superintendência da PF em Curitiba por envolvimento com a série de ataques cibernéticos contra autoridades brasileiras.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.