Português   English   Español

Mourão está magoado com fake news de Haddad sobre tortura

Mourão está magoado com fake news de Haddad sobre tortura

O general Hamilton Mourão (PRTB) afirmou que a primeira medida de um eventual governo Jair Bolsonaro (PSL) é ajustar a economia.

O general votou em uma escola na vila militar em Brasília, neste domingo (28), onde foi recebido por eleitores vestidos de verde e amarelo que tiraram selfies com o candidato.

Hamilton Mourão disse que, em um eventual governo, Jair Bolsonaro (PSL) teria cerca de 300 deputados a seu favor, independentemente de seus partidos.

Ele minimizou o fato de sua chapa, favorita na disputa, ser composta por dois militares.

O militar disse:

Não são militares, são dois cidadãos brasileiros que foram militares. As Forças Armadas continuarão cumprindo aquilo que a Constituição prevê e o momento é totalmente diferente.

Em seguida, citou exemplos de outros militares que chegaram ou tentaram chegar à Presidência, como o Marechal Deodoro da Fonseca e Eurico Gaspar Dutra.

O vice de Bolsonaro voltou a se queixar da acusação de que teria sido torturador durante o regime militar.

Mourão considera que foi “vítima de uma baixaria”. “Eu guardo essa mágoa, porque não atingiu a mim, mas minha família”, disse.

Adaptado da fonte Folha

Deixe seu comentário

Veja também...