Português   English   Español
Português   English   Español

Movimentos convocam protestos contra decisão do STF

Movimentos convocam protestos contra decisão do STF
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

“Se Rodrigo Maia pode fazer votações relâmpago para interesse próprio, por que não o pode para interesse dos brasileiros?”, diz o Vem Pra Rua.

A decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de derrubar a prisão após condenação em segunda instância gerou nas nas redes sociais convocações imediatas de protestos.

Ainda na noite desta quinta-feira (7), Edson Salomão, presidente do Movimento Conservador, foi o primeiro a convocar um ato em repúdio ao posicionamento do STF, que pode colocar milhares de presos nas ruas, inclusive o ex-presidente Lula da Silva (PT).

“Não vamos esperar o dia 17 para fazer manifestação! É AMANHÃ!”, disse Salomão em postagem no Twitter.

No início da manhã desta sexta-feira (8), desta vez no perfil principal do grupo, o Movimento Conservador afirma que vai “às ruas contra o tapa na cara que o STF deu em milhões de brasileiros”.

O movimento Vem Pra Rua, por sua vez, fez a convocação para manifestações em todo o país neste sábado, dia 9 de novembro, com pauta única: pressão para que o Congresso reverta a derrubada da prisão na segunda instância.

O grupo defende que, após a decisão do STF acerca da prisão em 2ª instância, só há um único caminho: pressão para que os parlamentares mudem a Constituição.

Em um comunicado, segundo O Antagonista, o Vem Pra Rua afirma:

“Todas as grandes votações do Congresso aconteceram por pressão popular. Sem ela, eles ficam no conforto. Só a nossa pressão, a pressão do povo nas ruas, pode aprovar as leis que deixem os criminosos na prisão.”

E reforça:

“Se Rodrigo Maia pode fazer votações relâmpago para interesse próprio, por que não o pode para interesse dos brasileiros?”

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
Share on reddit
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...

Curta a RENOVA!