Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

MP denuncia Cabral e Picciani por lavar propina comercializando gado

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
MP denuncia Cabral e Picciani por lavar propina comercializando gado

Os procuradores do Ministério Público pedem indisponibilidade de R$ 13 milhões em bens e condenação por improbidade administrativa.

O ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, e o presidente afastado da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), Jorge Picciani, são acusados de lavar dinheiro de propina através da compra e venda de cabeças de gado.

De acordo com o Ministério Público do Rio (MPRJ), Cabral recebeu propina de R$ 1 milhão da Carioca Engenharia entre 2007 e 2014.

O dinheiro teria gerado operações superfaturadas de compra e venda de gado, criados pela família de Picciani.

Ambos foram denunciados por improbidade administrativa, informa o portal “G1“.

Cabral está preso desde novembro de 2016 e sua pena chega a 198 anos e seis meses. Picciani foi preso um ano depois na operação Cadeia Velha.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email