Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

MP do Paraguai abandona denúncia contra Ronaldinho

Ministério Público do Paraguai nega prisão domiciliar a Ronaldinho
Imagem: Jorge Adorno/Reuters
COMPARTILHE

MP ressaltou que tanto Ronaldinho quanto Assis tinham conhecimento sobre a fraude.

O Ministério Público do Paraguai decidiu que não vai apresentar nova denúncia contra o ex-jogador de futebol Ronaldinho Gaúcho e seu irmão, Roberto de Assis.

Os dois estão presos desde março de 2020, quando entraram no país com passaportes adulterados.

Sérgio Queiroz, advogado dos irmãos, em conversa com o Globo Esporte, declarou.

“Foi reconhecido pelo Ministério Público que inexiste crime de natureza financeira ou correlato em relação ao Ronaldo e ao Roberto. Após 5 longos meses, restou demonstrado exatamente o que se defendeu desde início: a utilização de documentos públicos adulterados sem o conhecimento dos defendidos.”

Na decisão do MP paraguaio, os promotores ressaltaram que tanto Ronaldinho quanto Assis tinham conhecimento sobre os passaportes fraudulentos.

Eles dizem, entretanto, que não encontraram indícios de que o ex-jogador “tenha participado do planejamento da obtenção dos documentos irregulares“.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE