Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

MP investiga caixa dois de concessionária a Alckmin em 2010

COMPARTILHE

Segundo executivos da concessionária CCR, a campanha do ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), ao Palácio dos Bandeirantes em 2010 recebeu dinheiro de caixa dois da companhia.

Em relatos feitos ao Ministério Público (MP) de São Paulo, funcionários da empresa teriam confirmado pagamentos a políticos, entre eles R$ 5 milhões por meio de doações ilegais ao pré-candidato do PSDB à Presidência Geraldo Alckmin.

De acordo com informações do jornal O Globo:

Os valores teriam sido intermediados pelo empresário Adhemar Ribeiro, cunhado do ex-governador e presidenciável tucano.

Os relatos foram revelados pelo jornal “Folha de S. Paulo” e confirmados pelo GLOBO. Um dos próximos passos esperados após a admissão pelos executivos de pagamentos de caixa dois é a negociação de um acordo formal de colaboração.

O ex-governador já é investigado por improbidade administrativa em outro procedimento do MP sobre os pagamentos de caixa dois da Odebrecht também à sua campanha de 2010.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários