- PUBLICIDADE -

MP investiga favorecimento a empresa por Jair Renan

Foto: Andressa Anholete/Getty Images

Filho de Bolsonaro, Jair Renan é acusado de atuar para empresa ter acesso ao governo.

- PUBLICIDADE -

O Ministério Público Federal (MPF) instaurou um procedimento preliminar para apurar “possíveis crimes de tráfico de influência e lavagem de dinheiro” envolvendo Jair Renan Bolsonaro, filho do presidente da República.

Nos últimos meses, de acordo com o jornal O Globo, o grupo Gramazini Granitos e Mármores Thomazini, com sede em Barra de São Francisco, no Espírito Santo, vem apostando na influência de Jair Renan para alavancar os negócios no Brasil e na expansão para o exterior, com foco nos Estados Unidos e em Israel

Meses atrás, o grupo empresarial, que atua nos setores de mineração e construção, presentou Jair Renan e um de seus parceiros comerciais com um carro elétrico avaliado em R$ 90 mil

Um mês após a doação, em outubro do ano passado, representantes do conglomerado conseguiram um espaço na agenda do ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho.

O encontro foi revelado pela revista “Veja”. Thomazini foi procurado, mas não respondeu. 

Jair Renan foi procurado pela reportagem de O Globo, mas não respondeu. O Palácio do Planalto também não se manifestou. 

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -