PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

MP pede busca e apreensão em acampamento pró-Bolsonaro

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

“A presença de milícias armadas […] representa inequívoco dano à ordem e segurança públicas”, diz pedido do MP.

O Ministério Público (MP) do Distrito Federal entrou com uma ação na Justiça contra o grupo “300 de Brasília”, que está acampado nos gramados da Esplanada dos Ministérios, na capital do Brasil.

O MP quer uma operação de busca e apreensão contra o acampamento para que sejam recolhidas todas as armas de fogo irregulares que estejam em posse do grupo.

Em entrevista recente à BBC News Brasil, a ativista pró-Bolsonaro, Sara Winter, reconheceu a existência de armas dentro do acampamento montado pelo grupo:

“Em nosso grupo, existem membros que são CACs [sigla para Colecionador, Atirador e Caçador], outros que possuem armas devidamente registradas nos órgãos competentes. Essas armas servem para a proteção dos próprios membros do acampamento e nada têm a ver com nossa militância.”

Em reportagem, recente, o site Congresso em Foco disse que o grupo “300 de Brasília” está “fazendo treinamentos paramilitares, onde ensinam técnicas de desobediência civil e serviços de inteligência antirrevolucionária”.

O pedido do MP tem como base a declaração de Winter sobre as armas e a matéria do Congresso em Foco. 

Em um trecho da denúncia, o MP afirma:

“A presença de milícias armadas, conforme noticiado nos veículos de comunicação, na região central da Capital Federal, representa inequívoco dano à ordem e segurança públicas.”

E completa:

“Milícias não se subordinam à normatividade jurídica do Estado; seguem paralelas a ela ou em contraposição ao poder estatal. Não é necessário haver uniforme, distintivo, continência ou sinais de respeito à hierarquia, símbolos ou protocolos de conduta visíveis ou explícitos. Importa, e muito, o emprego paramilitar dos associados para finalidade política nociva ou estranha à tutela do Estado Democrático de Direito.”

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.