Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

MP pede prisão do ex-governador Fernando Pimentel

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
MP pede prisão do ex-governador Fernando Pimentel

Político petista teria omitido R$ 1,4 milhão da prestação de contas das eleições de 2010. Ação penal é desdobramento da Operação Acrônimo.

O Ministério Público Eleitoral de Minas Gerais pediu à Justiça em Belo Horizonte a prisão do ex-governador Fernando Pimentel (PT) pelo crime de falsidade ideológica para fins eleitorais.

O órgão também pediu o pagamento de uma indenização aos cofres públicos no valor de R$ 5 milhões, informa o portal R7.

A ação penal contra Pimentel é um dos processos em desdobramento da operação Acrônimo, desencadeada em 2014 pela Polícia Federal e que tem o petista como o principal investigado.

Segundo acusação do MP, Fernando Pimentel omitiu R$ 1,4 milhão de sua prestação de contas da campanha de 2010, quando se candidatou ao Senado.

O processo veio para primeira instância em Belo Horizonte depois de Pimentel perder o foro privilegiado do cargo de governador.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email