Português   English   Español

MPF aponta repasses milionários envolvendo Zeca e José Dirceu

MPF aponta repasses milionários envolvendo Zeca e José Dirceu
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Um relatório técnico do Ministério Público Federal (MPF) aponta que a empreiteira Odebrecht repassou, entre 2008 a 2012, pelo menos R$ 13 milhões a um codinome atribuído ao ex-ministro José Dirceu.


O documento, datado de novembro de 2018, foi juntado a uma investigação sobre o ex-ministro do PT, José Dirceu, e seu filho, o deputado Zeca Dirceu (PT-PR).

O inquérito tramitava no Supremo Tribunal Federal (STF), mas acabou remetido à Justiça Eleitoral do Paraná em março deste ano pelo ministro Edson Fachin.

O documento é assinado pelo perito criminal federal Gilberto Mendes e foi encaminhado ao procurador da República, José Ricardo Teixeira Alves, informa o G1.

Em acordo de delação premiada, Fernando Luiz Ayres da Cunha Santos Reis, ex-diretor da Odebrecht, disse que resolveu fazer doações eleitorais ao deputado Zeca Dirceu “com o objetivo de neutralizar” o pai, José Dirceu.

Em 2010 e 2014, a empresa doou R$ 500 mil para campanhas de Zeca, a pedido de Dirceu, que teria mencionado dificuldades financeiras na campanha em encontro com Fernando Luiz.

O MPF também encontrou evidências de que a empreiteira “realizou diversos pagamentos entre os anos de 2008 e 2012, totalizando pelo menos R$ 13 milhões, em favor do codinome “Guerrilheiro”, que é atribuído pelos investigadores ao petista José Dirceu.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...