Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

MPF defende rastreamento de mensagens encaminhadas no WhatsApp

Diretor do WhatsApp alerta contra PL da Censura
COMPARTILHE

WhatsApp teria que saber o teor da mensagem disparada em massa para rastrear os responsáveis.

O Ministério Público Federal (MPF) comunicou à Câmara dos Deputados que apoia uma das medidas mais invasivas do Projeto de Lei das Fake News, mais conhecido como “PL da Censura”.

A Câmara Criminal do MPF demonstrou um posicionamento favorável ao rastreamento de mensagens encaminhadas em massa pelo WhatsApp.

O texto prevê que se determinada mensagem for encaminhada por mais de cinco usuários para mais de 1 mil pessoas, no intervalo de até 15 dias, o WhatsApp deverá guardar por três meses dados de quem fez os disparos, data e horário dos envios.

O próprio WhatsApp já alertou que a regra, se aplicada, significará o fim das conversas particulares, uma vez que a empresa deverá monitorar todos os disparos para saber quais mensagens viralizaram.

Ao comentar sobre uma possível violação da privacidade de usuários, em nota técnica enviada à Câmara, o MPF diz que “não há razoável expectativa de privacidade em mensagem encaminhada para grupos”, destaca o blog Antagonista

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários