Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

MPF denuncia Glenn Greenwald por invasão hacker

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
MPF denuncia Glenn Greenwald por invasão hacker
Imagem: Reprodução/Twitter

MPF diz que Greenwald orientou o grupo a se desfazer das mensagens e apagar provas que pudessem vinculá-los às invasões.

O Ministério Público Federal (MPF) apresentou denúncia, nesta terça-feira (21), contra sete pessoas, incluindo o militante norte-americano Glenn Greenwald, cofundador do site The Intercept Brasil.

Eles foram denunciados pela invasão do Telegram de autoridades públicas do Brasil, dentro do caso investigado na Operação Spoofing, da Polícia Federal (PF).

O procurador Wellington Divino Marques de Oliveira, da Procuradoria da República no Distrito Federal, disse que Greenwald foi “partícipe” nos crimes de invasão de dispositivos informáticos e monitoramento ilegal de comunicações de dados, além de ter cometido o crime de associação criminosa.

Também foram denunciados o hacker Walter Delgatti Neto, conhecido como “Vermelho”, que admitiu ter invadido as contas e repassado as conversas para o ativista de extrema-esquerda.

Outras pessoas ligadas a Delgatti também foram denunciadas:

  • Thiago Eliezer Santos;
  • Gustavo Henrique Elias Santos;
  • Suelen Priscila de Oliveira;
  • Danilo Cristiano Marques;
  • Luiz Henrique Molição.

A investigação da Operação Spoofing teve acesso a diálogos entre um dos hackers e Greenwald.

Segundo a denúncia, as conversas de Greenwald com uma das pessoas do grupo de hackers mostrariam que ele orientou o grupo a se desfazer das mensagens e apagar provas que pudessem vinculá-los às invasões.

As conversas estão anexadas à denúncia, informa o jornal O Globo.

No documento, o procurador aponta que não foi possível aprofundar as investigações sobre Greenwald porque existe uma decisão liminar vigente que o impedia de ser investigado.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email