MPF denuncia Joesley Batista e Marcello Miller por corrupção

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

O Ministério Público Federal (MPF) denunciou por corrupção o ex-procurador Marcello Miller, os delatores da JBS, Joesley Batista e Francisco de Assis, e a advogada Esther Flesch.

Segundo a denúncia, Joesley e Assis ofereceram vantagens indevidas a Miller, aproveitando-se da condição dele de membro auxiliar do grupo de trabalho da Lava Jato, para conseguir um bom acordo de colaboração premiada com a PGR, envolvendo imunidade para seus crimes.

A peça de acusação diz que uma fatura de R$ 700 mil emitida pelo escritório de advocacia contratado pela JBS mostra que Miller receberia pelas horas trabalhadas para os delatores quando ainda era membro do MP.

Caberá à Justiça Federal do DF decidir se os quatro se tornarão réus. Miller e Esther são acusados de corrupção passiva; os executivos da JBS, de corrupção ativa.

Apesar de ter sido indiciada pela Polícia Federal, a advogada Fernanda Tórtima não foi denunciada com os demais e, portanto, não será processada. Os procuradores não viram indício de crime em sua conduta.

 

Com informações de O Antagonista

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.