PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

MPF investiga superdosagem de pacientes em estudo com cloroquina

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

A dose de cloroquina usada no estudo sob investigação pelo MPF foi de quase 3 vezes a dose máxima segura.

O Ministério Público Federal (MPF) do Rio Grande do Sul abriu inquérito, nesta terça-feira (21), para investigar a suspensão de parte de uma pesquisa sobre o uso de cloroquina no combate ao coronavírus.

O estudo, realizado em Manaus, capital do Amazonas, teria utilizado altas doses do medicamento. A suspeita é que a superdosagem levou à morte 11 pacientes em estado grave com Covid-19, destaca o site Poder360.

Segundo o MPF, “a dose usada no estudo foi de quase 3 vezes a dose máxima segura”.

O estudo, o maior do Brasil sobre o uso do medicamento, foi financiada pelo governo do Amazonas, a Farmanguinhos (Fundação Oswaldo Cruz, Suframa, Capes, Fapeam) e fundos federais concedidos por uma coalizão de senadores.

A pesquisa havia sido aprovada pela Conep (Comissão Nacional de Ética em Pesquisa), ligada ao CNS (Conselho Nacional de Saúde), que conta com professores universitários e cientistas.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.