- PUBLICIDADE -

MPF processa Weintraub por improbidade administrativa

Weintraub parabeniza professor por heroísmo em ataque no RS
Imagem: Marcelo Camargo/Agência Brasil
- PUBLICIDADE -

MPF abriu processo por improbidade administrativa contra o ex-ministro da Educação, Abraham Weintraub.

O Ministério Público Federal (MPF) abriu processo por improbidade administrativa contra o ex-ministro da Educação, Abraham Weintraub.

Weintraub é acusado de atentar contra princípios da administração pública, como moralidade, honestidade e lealdade às instituições.

Aberto pela procuradora Luciana Loureiro Oliveira, o processo usa declarações do ex-ministro sobre universidades públicas.

De acordo com o MPF, trata-se de afirmações “dolosamente incorretas” com o propósito de “desacreditar o serviço prestado por essas instituições de ensino”.

Caso venha a ser condenado, ele terá seus direitos políticos suspensos e terá de pagar uma multa.

No processo são mencionadas declarações de Weintraub como a existência de plantações de maconha em universidades.

De acordo com a peça protocolada pelo MPF, ao ser questionado sobre essas declarações, teria enviado cópias de reportagens que revelariam pés de maconha na UFRGS, na Unimontes e em área próxima à UnB.

“Vê-se, portanto, que a suposição genérica do ministro se deu a partir de casos simplórios, pontuais e isolados de consumo e tráfico de drogas em ambientes universitários. Em todos os casos, a polícia atuou dentro dos campi, ao contrário do que fez crer o requerido”, avaliou o MPF.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -