Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

MPF quer pena reduzida para esfaqueador de Bolsonaro

MPF quer pena reduzida para esfaqueador de Bolsonaro
COMPARTILHE

Ministério Público Federal (MPF) se manifestou favorável a condenação de Adélio Bispo, mas afirmou que a sentença deve ser reduzida, em razão de problemas psicológicos.

Adélio Bispo tentou matar o presidente da República, Jair Bolsonaro, durante comício em Juiz de Fora, interior de Minas Gerais, durante a campanha eleitoral.

O procurador do MPF, Marcelo Medina, enviou à Justiça Federal, na terça-feira (9), manifestação em relação ao assunto, sendo favorável a condenação desde que seja levado em consideração os problemas mentais apresentados em sete laudos psiquiátricos.

A partir de agora, a defesa de Bolsonaro será ouvida, e em seguida a do extremista de esquerda.

O caso está sob responsabilidade do juiz Bruno Savino, da 3ª Vara da Justiça Federal em Juiz de Fora.

Em outubro do ano passado, o Correio Braziliense revelou que um primeiro laudo, emitido por psiquiatras contratados pela família de Adélio, apontou que ele está acometido por “distúrbios que alteram sua percepção da realidade”. E

m março deste ano, um segundo laudo psiquiátrico, solicitado pela Justiça Federal, apontou que o esfaqueador do presidente sofre de “Transtorno Delirante Permanente-paranoide”, e por isso tem um quadro de insanidade mental, não podendo responder por suas atitudes.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários