MPF suspeita que Vale sabia de liquefação na barragem em Brumadinho

Idiomas:

Português   English   Español
MPF suspeita que Vale sabia de liquefação na barragem em Brumadinho
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Relatos colhidos pelo Ministério Público Federal (MPF) indicam que, internamente, circulou na mineradora Vale a informação de que havia uma liquefação na barragem de Brumadinho, que se rompeu na última sexta-feira (25), deixando, até agora, 99 mortos.

As informações foram publicadas nesta quinta-feira (31) na coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, e, caso confirmadas, podem literalmente “liquefazer” a companhia brasileira Vale.

A jornalista Daniela Lima diz que depoimentos colhidos pelo MPF ampliaram as suspeitas de procuradores de que a Vale e a empresa alemã que deveria auditar a estrutura da barragem de Brumadinho, cidade do estado de Minas Gerais, atuavam em conluio para omitir problemas na obra.

Segundo a repórter, “os investigadores veem indícios de que a mineradora apresentou documentos incompletos e maquiados”.

Por sua vez, a companhia alemã Tüv Süd pode não ter cumprido todo o protocolo de verificação da segurança do empreendimento.

Newsletter RENOVA

Receba diariamente as principais notícias do Brasil e do Mundo.

Curta e compartilhe esta notícia

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário

Veja outras notícias em destaque