PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

MPF vai investigar ministro da Educação por improbidade

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

A procuradoria enviou um ofício ao Ministério da Educação para que Ricardo Vélez preste esclarecimentos.

Ministério Público Federal (MPF) em Brasília vai apurar se o ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, cometeu improbidade administrativa ao enviar cartas a escolas com o slogan de campanha do presidente Jair Bolsonaro.

No final de fevereiro, Vélez Rodríguez enviou um pedido para que professores, funcionários e alunos fossem filmados cantando o Hino Nacional, e que os vídeos fossem enviados ao Ministério da Educação (MEC).

O ministro assinou o pedido com o slogan da campanha presidencial de Bolsonaro: “Brasil acima de tudo, Deus acima de todos”. Posteriormente, Vélez cancelou o pedido.

O caso foi aberto pela procuradora Eliana Pires Rocha, da PR-DF (Procuradoria da República do Distrito Federal), e está em fase inicial de investigação.

Segundo o Poder360, o MEC respondeu que o ministro está “analisando o pedido de informações e, oportunamente, apresentará resposta ao Ministério Público Federal”.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.