Militante muçulmana Linda Sarsour presa por desobediência civil

Idiomas:

Português   English   Español
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

As autoridades prederam Linda Sarsour no Capitólio dos Estados Unidos perto do escritório do congressista republicano, Paul Ryan, na segunda-feira (05).

Linda Sarsour exigia que Paul Ryan se encontrasse com ela e outros que protestavam contra a inação atual acerca do programa para jovens imigrantes DACA (Programa de Ação Diferida para Crianças).

Além da militante muçulmana, defensora da lei de Sharia e líder da Marcha das Mulheres, alguns dos seus parceiros também foram presos por desobediência civil: Zahra Billoo, Omar Suleiman, Dawud Walid, Talib Shareef, Nihad Awad e Mujahid Fletcher do Conselho sobre Relações Americano-Islâmicas (CAIR).

Nós não queremos viver com base no medo. Queremos viver de acordo com os princípios da liberdade de expressão, da religião“, disse Mujahid Fletcher, um imigrante da Colômbia que não quer ver o fim do DACA.

Linda Sarsour e seus companheiros queriam falar com Ryan sobre os planos do presidente Donald Trump de encerrar a renovação do programa.

A segunda-feira marcou o último dia em que os legisladores poderiam fornecer uma solução alternativa para o DACA, mas o Supremo Tribunal atrasou o prazo por mais um ano.

A prisão de Sarsour acontece depois que uma de suas funcionários a acusou de acobertar um homem que a assediou sexualmente enquanto trabalhava para a Associação Árabe Americana.

Com informações de: [TDC]

Curta, siga e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email
SIGA A RENOVA NO TWITTER

Deixe seu comentário...

Veja também...