PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Muçulmanos massacram cristãos na Etiópia

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

A situação dos cristãos na fronteira da Etiópia com a Somália se agravou muito este mês.

Relatórios iniciais apontam que 15 pastores foram mortos e pelo menos 19 igrejas cristãs queimadas ou vandalizadas. O número de vítimas fatais pode chegar a 50 na região.

O patriarca Matias e o Sínodo da Igreja Ortodoxa Tewahido da Etiópia fizeram uma campanha de 16 dias de jejum e oração, clamando por paz. O primeiro-ministro etíope, Abiy Ahmed, visitou a área e prometeu agir.

Embora o governo fale em “conflitos étnicos”, os ataques aos cristãos partiram das milícias Liyu, formada por muçulmanos que querem a independência do que chamam de “território Somali da Etiópia”. Com mais de mil quilômetros de extensão, é uma zona de conflito por terras de pastoreio e petróleo.

Por conta do conflito armado político/religioso, cerca de um milhão de pessoas já abandonaram a área desde abril.

O World Watch Monitor, que acompanha casos de perseguição aos cristãos em todo o mundo, relata que em junho, 20 cristãos foram mortos na região fronteiriça. O motivo dos ataques foi porque cristãos se opuseram à instalação de um monumento em homenagem a um proeminente líder muçulmano.

 

Adaptado da fonte Gospel Prime
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.