Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Muçulmanos treinavam crianças para atirar em escolas nos EUA

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

O sequestrador encontrado na semana passada com 11 crianças e 4 adultos em um barracão miserável no Novo México treinou pelo menos um dos menores para utilizar fuzis de assalto, o preparando para executar um ataque a tiros a uma escola.

A informação consta em documentos apresentados pela promotoria na noite de quarta-feira (8).

As crianças, que as autoridades informaram ter idades entre 1 e 15 anos, foram levadas para esse complexo por adultos com o propósito de receber treinamento de armas para futuros atos de violência, reitera os documentos.

Siraj Ibn Wahhaj, que era procurado sob suspeita de ter sequestrado seu filho de 4 anos, foi preso com outros quatro adultos – um homem e três mulheres – na batida policial realizada por oficiais do Condado de Taos na propriedade localizada no meio do mato em Amalia, Novo México, na sexta-feira.

O pai de Wahhaj, Siraj Wahhaj, é imã de uma mesquita no Brooklyn, no bairro de Bedford-Stuyvesant.

Os investigadores encontraram no local do sequestro quatro pistolas, um fuzil de estilo militar e grande quantidade de munição.

Promotores pediram a prisão dos quatro adultos sem direito à fiança. Cada um deles foram acusados de 11 crimes de abuso infantil. O juiz atendeu ao pedido e manterá o grupo preso.

Os acusados são Lucas Allen Morten, de 40 anos, que a promotoria alega ser responsável pelo controle da propriedade e por ter ajudado Siraj Wahhaj; Hujrah Wahhaj, de 37 anos, e Subhannah Wahhaj, de 35, irmãs de Siraj; e Jany Leveille, de 35. Acredita-se que as mulheres sejam mães de algumas, não todas, as crianças.

 

Com informações do Estadão

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Comentários

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Outras Notícias