Português   English   Español

Muçulmanos treinavam crianças para atirar em escolas nos EUA

Twitter
WhatsApp
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

O sequestrador encontrado na semana passada com 11 crianças e 4 adultos em um barracão miserável no Novo México treinou pelo menos um dos menores para utilizar fuzis de assalto, o preparando para executar um ataque a tiros a uma escola.

A informação consta em documentos apresentados pela promotoria na noite de quarta-feira (8).

As crianças, que as autoridades informaram ter idades entre 1 e 15 anos, foram levadas para esse complexo por adultos com o propósito de receber treinamento de armas para futuros atos de violência, reitera os documentos.

Siraj Ibn Wahhaj, que era procurado sob suspeita de ter sequestrado seu filho de 4 anos, foi preso com outros quatro adultos – um homem e três mulheres – na batida policial realizada por oficiais do Condado de Taos na propriedade localizada no meio do mato em Amalia, Novo México, na sexta-feira.

O pai de Wahhaj, Siraj Wahhaj, é imã de uma mesquita no Brooklyn, no bairro de Bedford-Stuyvesant.

Os investigadores encontraram no local do sequestro quatro pistolas, um fuzil de estilo militar e grande quantidade de munição.

Promotores pediram a prisão dos quatro adultos sem direito à fiança. Cada um deles foram acusados de 11 crimes de abuso infantil. O juiz atendeu ao pedido e manterá o grupo preso.

Os acusados são Lucas Allen Morten, de 40 anos, que a promotoria alega ser responsável pelo controle da propriedade e por ter ajudado Siraj Wahhaj; Hujrah Wahhaj, de 37 anos, e Subhannah Wahhaj, de 35, irmãs de Siraj; e Jany Leveille, de 35. Acredita-se que as mulheres sejam mães de algumas, não todas, as crianças.

 

Com informações do Estadão

Twitter
WhatsApp
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Deixe seu comentário

Veja também...

Anunciante
e-consulters
Parceiro

Assine nossa Newsletter!

Preencha o formulário para assinar.

Nome Email
newsletter

Últimas publicações