Mujica pede novas eleições para evitar guerra na Venezuela

Idiomas:

Português   English   Español
Mujica pede novas eleições para evitar guerra na Venezuela
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

“Parte da esquerda não aprende as lições da história”, diz o ex-presidente uruguaio.


O ex-presidente do Uruguai, José “Pepe” Mujica, diz que a Venezuela se tornou parte da estratégia geopolítica dos Estados Unidos e que pode se tornar palco de uma guerra.

Em entrevista à BBC, Mujica defendeu novas eleições gerais e reconheceu que a crise naquele país prejudica a esquerda como um todo na América Latina. “Parte da esquerda não aprende as lições da história”, criticou.

O ex-presidente do Uruguai defende que, para evitar que a crise na Venezuela termine em uma guerra, é preciso haver eleições gerais no país, com um forte monitoramento internacional que garanta a participação de todas as correntes políticas.

“Você pode ir à guerra por convicção ou por não ter mais remédio além disso. Ninguém vai se render para simplesmente ser encarcerado”, disse Mujica sobre a pressão do governo Donald Trump contra a ditadura de Nicolás Maduro.

Na entrevista, Mujica também evitou arriscar palpite sobre as intenções do líder da oposição, Juan Guaidó, que se autoproclamou presidente interino da Venezuela com o apoio de países como Estados Unidos, Canadá e Brasil.

Newsletter RENOVA

Receba gratuitamente as principais notícias do Brasil e do Mundo por email.

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

Veja também...