Mulher de Haddad recebe dinheiro de fundação do Maranhão, dizem jornais

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Ana Estela Haddad, mulher do petista Fernando Haddad, desfruta de um salário a quase 3 mil quilômetros de distância em uma fundação credenciada pelo Ministério da Educação no Maranhão.

Ana Estela Haddad é cirurgiã-dentista, professora associada da Faculdade de Odontologia da USP e ex-diretora de Gestão da Educação na Saúde do Ministério da Saúde nos governos petistas de Lula e Dilma.

Segundo informações do jornal local O Estado do Maranhão, a esposa do ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, recebe da Universidade Federal do Maranhão (Ufma) R$ 10 mil por mês.

“Os repasses são feitos por meio de duas fundações: a Sousândrade e a Josué Montello”, acrescentou a publicação.

“O valor mensal corresponde a duas bolsas recebidas pela professora por meio do projeto ‘S-Atenção Básica: Desenvolvimento e Aplicação de Jogo Eletrônico como Instrumento de Educação em Saúde'”, completou o jornal.

Já segundo informações do Diário do Poder, apenas em 2018, Ana Estela recebeu mais de R$ 32 mil da Fundação Josué Montello, parceira do governador Flávio Dino, membro do Partido Comunista do Brasil (PCdoB).

A informação foi publicada nesta terça-feira (9) na coluna do jornalista Cláudio Humberto. Segundo ele, este ano, a esposa do petista Fernando Haddad já levou R$ 13 mil.

Procurado pela reportagem, o governo do Maranhão não respondeu aos questionamentos.

A fundação Josué Montello também foi indagada sobre o assunto, mas se recusou a explicar o vínculo com Ana Estela Haddad.

Explicações da assessoria de Ana Estela Haddad

Nesta terça-feira (9), por meio de sua assessoria, Ana Estela Haddad confirmou que há um contrato de consultoria “com o objetivo de desenvolver projetos relacionados a educação à distância, na esfera do Unasus (Universidade Aberta do SUS), criado por ela na época em que trabalhou no Ministério da Saúde”.

A assessoria define a mulher do ex-candidato petista como “uma ativa intelectual, professora, doutora da Faculdade de Odontologia da USP” e “uma das criadoras do Prouni e do Unasus, a Universidade Aberta do SUS.”

A consultoria de Ana Estela, segundo a assessoria, tem prazo e deve terminar em 2020. “Está tudo publicado no Diário Oficial”, negando tratar-se de uma “boquinha”, “mas de um trabalho efetivo que visa melhorar as condições de atendimento à saúde no Estado do Maranhão.”

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.