Mulher estuprada na Suécia por três refugiados menores de idade

Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Uma mulher da cidade de Kalmar foi alvo de um estupro coletivo cometido por três refugiados menores de idade do Afeganistão.

De acordo com o jornal sueco Fria Tider, os refugiados cometeram o crime enquanto a sueca fazia uma caminhada após o jantar. Eles fizeram piada com ela, a estupraram e tiraram fotos perturbadoras durante o ataque.

Em setembro de 2017, a mulher, que é mãe, deu uma festa na sua casa, que fica na cidade de Kalmar. À noite, durante uma caminhada, começou a se sentir mal e ligou para o seu marido. Após isso, os três menores apareceram e atacaram a sueca.

Ela foi estuprada pelos três afegãos. A polícia, que havia sido chamada pelo marido, encontrou a mulher rapidamente após o estupro.

Quando chegou em casa depois de receber alta do hospital, a mulher, que preferiu não revelar o nome, estava traumatizada:

“Eu espero nunca mais ter que vê-la daquele jeito,” disse o marido durante o julgamento dos refugiados.

Dois dos estupradores foram identificados e enviados para um centro de reabilitação de jovens infratores. Um foi condenado a 11 meses e o outro recebeu 1 ano e 2 meses de pena. Ambos serão expulsos do país.

 

Traduzido e adaptado de Voice of Europe

Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Isso também pode te interessar

Deixe seu comentário

Anunciante
e-consulters
Parceiro

Assine nossa Newsletter!

Preencha o formulário para assinar.

Nome Email
newsletter

Últimas publicações