Mulher sobrevivente do Holocausto morre queimada em Paris

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

A sobrevivente do Holocausto Mireille Knoll, de 85 anos, foi encontrada morta após um incêndio no apartamento onde morava, em Paris, na França.

O assassinato aconteceu na última sexta-feira (23). O corpo da idosa foi encontrado com 12 feridas causadas por facadas. Dois suspeitos foram detidos, um homem de 29 anos, no sábado (24), e um desabrigado de 22, nesta segunda-feira (26).

Acredita-se que a morte de Knoll tenha sido um ataque antissemita, já que ela havia apresentado uma denúncia contra uma pessoa da vizinhança que ameaçara queimar sua casa.

De acordo com o deputado francês Meyer Habib, que falou com os filhos de Knoll, ela conseguira fugir de uma prisão em massa em Paris “graças ao passaporte brasileiro da mãe”. O caso lembra o assassinato de Sarah Halimi, também sobrevivente do Holocausto e que, aos 65 anos, foi morta por seu vizinho.

 

Com informações de: [IstoE]

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.