Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Mulher que acusou indicado de Trump de estupro admite que mentiu

Mulher que acusou indicado de Trump de estupro admite que mentiu
COMPARTILHE

Mulher que acusou o juiz Brett Kavanaugh de estupro reconheceu que mentiu para evitar a confirmação do indicado de Trump à Suprema Corte dos Estados Unidos.

Segundo informações desta sexta-feira (2) da Comissão de Justiça do Senado, a mulher justificou dizendo que estava “furiosa”.

Judy Munro-Leighton reivindicou a autoria de uma carta anônima que recebeu em setembro a senadora democrata Kamala Harris, membro da Comissão, acusando Brett Kavanaugh e outro homem de tê-la estuprado “várias vezes cada um” em um veículo.

A carta estava assinada sob o pseudônimo de “Jane Doe” e Kavanaugh negou naquele momento as acusações que continha, que por serem pouco específicas não receberam muita atenção dos senadores.

No começo de outubro, Judy entrou em contato com o Comitê com um e-mail no qual reivindicou a autoria da carta a Kamala, manteve o que nela estava escrito e afirmou que “tinha muito medo” de que seus dados fossem revelados.

A identidade de Judy, de fato, não foi divulgada à opinião pública na época.

Após vários tentativas ao longo de outubro para corroborar sua denúncia, os investigadores da Comissão puderam falar com a mulher na quinta-feira, quando reconheceu que ela não era na realidade “Jane Doe” e que, de fato, não conhecia Kavanaugh pessoalmente.

A mulher disse que “só queria chamar a atenção” e que era uma “tática” para evitar a confirmação de juiz indicado ao Supremo pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

Apesar de toda a gritaria da grande mídia e do Partido Democrata, Kavanaugh foi confirmado pelo Senado dos EUA no dia 6 de outubro e nesse mesmo dia assumiu a posição de juiz do Supremo.

 

Adaptado da fonte EFE

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE