Português   English   Español

Mulher trans estreia no MMA contra homem

A atleta de 21 anos do Amazonas, Anne Veriato, virou notícia no mundo todo nessa semana. Faixa-marrom de jiu-jítsu, ela vai estrear no MMA profissional no dia 10 de março, em evento na capital Manaus.

De acordo com informações de Gazeta do Povo:

O ‘detalhe’ é que Anne, que nasceu homem, terá o também estreante Raílson Paixão como adversário. Sim, no masculino.

“Seria covardia lutar contra mulheres. Isso é uma coisa que nunca passou pela minha cabeça”, conta a lutadora, que vai na contramão da americana Fallon Fox, primeira lutadora transgênero a competir no MMA feminino.

O assunto virou polêmica no Brasil, principalmente por causa do caso da jogadora de vôlei transexual Tiffany, que atua contra mulheres na Superliga.

Veriato, que atua na categoria peso-palha (até 52 kg), vai contra essa corrente. Em entrevista ao Luta Livre, ela comentou a decisão.

“Me sinto mais forte que as mulheres. Sempre competi com homens desde a infância — e sempre fui ganhando, tanto no jiu-jítsu, como no submission. Se fosse para lutar com uma mulher seria mais fácil ainda. O treino que faço é pesado, é treino de homem”, explica.

A feminilização de Anne começou aos 11 anos de idade. Aos 14, iniciou um tratamento hormonal, sempre com o apoio da família. Quatro anos depois, ela passou pela operação para mudança de sexo.

“Quando voltei à academia as pessoas não me reconheciam. Tive que falar que era tal pessoa”, recorda Anne, que não gosta de citar seu antigo nome.

Deixe seu comentário

Veja também...