Músico força retorno de avião ao gritar que tem coronavírus

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Músico disse que a atitude renderia “boa publicidade” ao “viralizar no Instagram”.

O músico James Potok, de 28 anos, gritou a bordo de um avião da companhia aérea WestJet, que estava infectado com o novo coronavírus.

O voo seguia da cidade canadense de Toronto para Kingston, na Jamaica, quando Potok levantou-se da poltrona e declarou:

“Posso pedir a atenção de todos, por favor. Acabei de voltar da província de Hunan, a capital do coronavírus. Não estou me sentindo muito bem. Obrigado.”

Imediatamente, o protocolo de segurança foi acionado, forçando o comandante a conduzir a aeronave de volta ao Canadá.

De acordo com reportagem do jornal Metro, o músico disse ter acreditado que a “brincadeira” renderia “boa publicidade” ao “viralizar no Instagram”.

Potok ainda demonstrou desconhecimento sobre a epidemia de coronavírus — que já matou pelo menos 490 pessoas nas últimas semanas — ao trocar o nome de Wuhan por Hunan.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.