- PUBLICIDADE -

Musk rebate críticas após acidente fatal com Tesla autônomo

Musk rebate críticas após acidente fatal com Tesla autônomo
- PUBLICIDADE -

Musk disse que os dados indicam que o sistema autônomo do Tesla não estava ativado.

No último sábado (17), nos Estados Unidos, um acidente com um Model S 2019, da Tesla, causou a morte de dois homens.

Autoridades do Estado do Texas acreditam que o veículo era guiado pelo piloto automático, pois nenhum dos ocupantes estava na cadeira do motorista. 

A possibilidade de o condutor ter sido deslocado de seu assento com a força da colisão foi levantada. 

As  autoridades locais, no entanto, declararam que, com base na experiência que possuem com investigações de acidentes, as posições dos ocupantes não deixaram dúvidas de que nenhum deles guiava o veículo no momento da batida.

O posicionamento das autoridades do Texas fizeram o CEO da Tesla, Elon Musk, vir a público dizer que a história não foi bem assim.

Através do Twitter, Musk declarou que os dados recuperados até agora indicam que o sistema autônomo não estava ativado.

O bilionário acrescentou que o proprietário do veículo também não havia comprado o Full Self Driving (FSD), pacote que dá mais recursos de autonomia para o veículo.

Ainda segundo Musk, mesmo que esses recursos estivessem ativados, a presença de uma pessoa no posto do motorista não seria dispensada. 

A própria Tesla alerta que nenhum dos seus sistemas atuais oferece condução totalmente autônoma, visto que existem várias circunstâncias em que o motorista tem que assumir o controle do carro.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -