Português   English   Español
Português   English   Español

Mutação genética permite poucas horas de sono sem sentir cansaço

Mutação genética permite poucas horas de sono sem sentir cansaço

Pesquisadores encontraram genes que tornam seus possuidores imunes aos efeitos de uma noite mal dormida.

Em um estudo publicado na revista Science Translational Medicine, pesquisadores da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, descreveram a ação de uma mutação no gene NPSR1.

Além de precisarem de menos tempo de sono para se sentirem descansados, portadores desta alteração genética no NPSR1 também têm a vantagem de passarem ilesas por problemas causados pela exaustão.

Segundo a revista SuperInteressante, essa mutação é rara e só acontece em 4 milhões de pessoas no mundo todo.

No entanto, Louis Ptáček, co-autor do estudo, explica que, para a maior parte das pessoas, ficar sem dormir por muito tempo tem consequências sérias a longo prazo:

 “Existem problemas de saúde séries associados à privação do sono. Pessoas que são impedidas de dormir tem mais chances de sofrer de obesidade, diabetes, problemas cardiovasculares, depressão e déficits cognitivos.”

O passo seguinte do estudo é desenvolver uma substância que consiga controlar o gene NPSR1.

Outra coisa a saber é se, em longo prazo, essas horas de sono reduzidas vão representar um impacto negativo na saúde dessas pessoas. Em curto prazo, já é possível afirmar que não.

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
Share on reddit
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...