Português   English   Español

Na Argentina, Dilma diz que Lula será presidente “livre ou preso”

A petista Dilma Rousseff garantiu nesta terça-feira (1) na Argentina que, “livre ou preso, Lula será eleito presidente” nas próximas eleições, e declarou que teme pela sua vida.

A ex-presidente apresentou na Feira do Livro de Buenos Aires “A verdade vencerá”, uma obra escrita por assessores do próprio Lula, a quem a Justiça tem obrigação de impedir candidatura por ser ficha suja.

Dilma declarou que Lula já não é “uma pessoa física, mas uma ideia”, e que “se transformou em um símbolo do Brasil, das oportunidades para que o povo possa crescer”.

“Temo pela vida de Lula, temo pela comida que come e pela água que toma, temo porque impediram que seja visitado por um médico”, lamentou Rousseff.

De acordo com informações do BOL:

Para Dilma, no Brasil “é um crime colocar os pobres no centro” do programa político, o que incomodou as elites porque “antes os recursos econômicos estavam extremamente concentrados”.

Por sua vez, o ex-presidente colombiano, Ernesto Samper, declarou que “por trás da prisão de Lula há uma perseguição hemisférica das forças progressistas da América Latina”.

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Deixe seu comentário

Veja também...