PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Na ONU, Bolsonaro defende ‘combate à cristofobia’

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

"Faço um apelo a toda a comunidade internacional pela liberdade religiosa”, diz Bolsonaro na ONU.

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

O presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou, nesta terça-feira (22), que a “paz não pode estar dissociada da segurança”. 

A declaração foi feita em discurso gravado e exibido na Assembleia-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU).

Bolsonaro reafirmou o compromisso brasileiro com os ideias da ONU, principalmente na preservação dos direitos humanos:

“Como um membro fundador da ONU, o Brasil está comprometido com os princípios basilares da Carta das Nações Unidas: paz e segurança internacional, cooperação entre as nações, respeito aos direitos humanos e às liberdades fundamentais de todos.”

O chefe do Executivo disse ainda que a liberdade é o “maior bem da humanidade” e o terrorismo deve ser repudiado:

“A cooperação entre os povos não pode estar dissociada da liberdade. O Brasil tem os princípios da paz, cooperação e prevalência dos direitos humanos inscritos em sua própria Constituição, e tradicionalmente contribui, na prática, para a consecução desses objetivos.”

No final do seu pronunciamento, Bolsonaro destacou que “o Brasil é um país cristão e conservador e tem na família sua base”.

O presidente brasileiro ainda fez um apelo em defesa da religião cristã:

“Faço um apelo a toda a comunidade internacional pela liberdade religiosa e pelo combate à cristofobia.”

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.