Nações da Ásia usam pandemia para censurar cidadãos

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

“Os governos estão usando o rótulo de ‘fake news’ para disfarçar seus esforços para censurar visões”, diz vice-diretor de ONG.

Centenas de pessoas foram presas em toda a Ásia por postar supostas fake news sobre a pandemia do novo coronavírus.

A situação deixa claro que os crescentes esforços dos governos para combater notícias falsas terão como alvo as pessoas erradas e silenciarão os pensamentos dissidentes.

De adolescentes a estrelas de TV, as pessoas foram detidas erroneamente sob leis cibernéticas vagamente delineadas ou pelos amplos poderes de emergência introduzidos desde o início do surto, informa a agência France-Presse.

Phil Robertson, vice-diretor da Ásia na Human Rights Watch (HRW), declarou:

“Os governos estão usando o rótulo de ‘fake news’ para disfarçar seus esforços para censurar visões e declarações que estão em desacordo com a estratégia que eles adotaram para lidar com a crise do Covid-19.”

E acrescentou:

“É uma loucura, francamente. Em muitos casos, as pessoas estão sendo arrastadas para fora de suas casas até as prisões, colocadas em detenção antes do julgamento, em espaços lotados onde é mais provável que eles obtenham Covid-19”.

Pelo menos 266 pessoas foram presas por publicar informações falsas relacionadas ao coronavírus em 10 países asiáticos, de acordo com uma contagem da agência France-Presse baseada em relatórios policiais.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.