Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch
Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch

Nações da Europa pedem reunião urgente sobre o Irã

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Nações da Europa pedem reunião urgente sobre o Irã

Países europeus pediram uma reunião urgente entre as partes envolvidas no pacto para discutir o descumprimento das regras do acordo nuclear pelos iranianos.

Potências da Europa acusaram o Irã, nesta terça-feira (9), de “perseguir atividades inconsistentes com seus compromissos” assumidos sob o acordo nuclear de 2015.

Reino Unido, Alemanha, França, Rússia, China e Irã são as partes remanescentes no acordo, conhecido como Plano de Ação Conjunto Global (JCPoA), na sigla em inglês) e que foi abandonado pelos Estados Unidos no ano passado.

“O Irã declarou que quer permanecer no JCPoA. Deve agir de acordo para reverter essas atividades e retornar sem demora ao atendimento integral do JCPoA”, disseram os países europeus, segundo a agência EBC.

O acordo de 2015 foi um dos poucos legados deixados pelo ex-presidente norte-americano Barack Obama. A negociata abriu ao Irã acesso ao comércio mundial por meio da retirada da maioria das sanções econômicas contra o país, em troca de limitações a seu programa nuclear.

O regime islâmico afirma que quer continuar a se submeter ao acordo, mas que não pode fazê-lo indefinidamente se as sanções dos EUA impedirem o país de receber os benefícios econômicos previstos.

Em declarações recentes, Teerã admitiu que estava enriquecendo urânio acima do limite previsto no acordo nuclear.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Comentários

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Outras Notícias