Português   English   Español

‘Não escolho assessor por cor ou orientação sexual’, diz Bolsonaro

'Não escolho assessor por cor ou orientação sexual', diz Bolsonaro

Através do seu perfil oficial no Twitter, o presidente eleito negou que faça discriminação.

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) reagiu, nesta quarta-feira (7), à pressão da grande mídia sobre a pequena presença de mulheres na sua equipe de transição.

O capitão reformado do Exército disse que não está preocupado com cor nem sexo na hora de escolher assessores. Na sua conta no Twitter, negou que faça discriminação.

Na equipe de transição do governo Bolsonaro, foram designados 27 nomes, dos quais cinco sem remuneração.

Segundo informações do Correio Braziliense, assessores próximos ao presidente eleito garantem que ele nomeará quatro mulheres, das quais três militares e uma civil.

Bolsonaro acrescentou:

Algum jornalista acha mesmo que vou sair perguntando o que cada um faz na sua intimidade para indicar a cargos no governo? Isso é uma grande piada.

Deixe seu comentário

Veja também...