PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

‘Não foi comprada uma dose sequer da Covaxin’, diz Queiroga

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

"Não foi comprada uma dose sequer da vacina Covaxin", diz Queiroga.

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou, nesta quarta-feira (23), que nenhuma dose da vacina Covaxin, da Índia, foi comprada até o momento pelo governo federal.

Após ser questionado por jornalistas sobre o contrato do governo Jair Bolsonaro para a compra do imunizante, Queiroga declarou:

“Todas as vacinas que têm registro definitivo da Anvisa ou emergencial o ministério considera para aquisições. Então, esperamos esse tipo de posicionamento para tomar uma posição acerca, não só dessa vacina, mas de qualquer outra vacina que obtenha registro emergencial ou definitivo da Anvisa. Porque nós já temos, hoje, um número de doses de vacina contratadas acima de 630 milhões e o governo federal tem feito a campanha de vacinação acelerar.”

Os senhores vão comprar a Covaxin com esse preço que está sendo questionado?“, indagou um jornalista.

Queiroga respondeu:

“Eu falei em que idioma? Eu falei em português. Então não foi comprada uma dose sequer da vacina Covaxin, nem da Sputnik.”

Como noticiou a Renova, uma procuradora do Ministério Público Federal (MPF) apontou “indícios de crime” no contrato de compra firmado pela antiga gestão do general Eduardo Pazuello com a empresa Precisa Medicamentos para aquisição da vacina.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.