- PUBLICIDADE -

Não há previsão de compra da vacina chinesa, diz Ministério da Saúde

Rússia iniciará vacinação em massa contra coronavírus em outubro
- PUBLICIDADE -

"Não há intenção de compra de vacinas chinesas", diz Ministério da Saúde.

O Ministério da Saúde convocou uma coletiva de imprensa, nesta quarta-feira (21), para negar que haja previsão de compra de vacina da China contra o coronavírus.

O pronunciamento acontece após publicações nas redes sociais do presidente da República, Jair Bolsonaro, sobre o controverso assunto.

O secretário-executivo do Ministério da Saúde, Elcio Franco, afirmou:

“Não há intenção de compra de vacinas chinesas.”

E enfatizou:

“Não houve qualquer compromisso com o governo do estado de São Paulo, ou seu governador, no sentido de aquisição de vacinas contra a covid-19.”

Franco concluiu:

“Qualquer vacina, quando estiver disponível, certificada pela Anvisa, e adquirida pelo Ministério da Saúde, poderá ser oferecida aos brasileiros por meio do Programa Nacional de Imunizações, e no que depender desta pasta, não será obrigatória.”

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -