Não há previsão para fim da quarentena no Rio, diz Witzel

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

“Tudo será feito de forma estudada e ordenada”, diz Witzel sobre fim do isolamento.

Wilson Witzel, governador do Rio de Janeiro, afirmou, nesta terça-feira (28), que não há data definida para a flexibilização das medidas de isolamento social no Estado em meio à pandemia do coronavírus

Segundo a agência EBC, Witzel disse que, primeiramente, é preciso “desafogar os hospitais”:

“A saída do isolamento social deve ser feita de maneira responsável. Reabrir o comércio agora pode aumentar ainda mais o número de casos.”

Witzel ainda enfatizou que, para aliviar as restrições, os hospitais de campanha precisam estar prontos:

“Os hospitais de campanha serão de muita importância no combate ao coronavírus. A unidade do Leblon já foi inaugurada e está recebendo pacientes. Ainda temos outros hospitais para inaugurar. Não podemos ter o fim da quarentena sem os hospitais de campanha.”

No último dia 25 de abril, o Rio inaugurou o primeiro hospital de campanha do Estado dedicado exclusivamente a pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) infectados pelo coronavírus.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.