Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Não mataria líder da Guarda Revolucionária do Irã, diz Biden

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Não mataria líder da Guarda Revolucionária do Irã diz Biden
COMPARTILHE

“Eu não teria ordenado o ataque a Soleimani porque não havia evidências de uma ameaça iminente”, disse Biden.

Donald Trump, presidente dos Estados Unidos, ordenou a neutralização do general iraniano Qassem Soleimani após receber informações sobre ataques terroristas iminentes contra alvos norte-americanos no Oriente Médio.

A morte de Soleimani também aconteceu após membros de milícias xiitas apoiadas pelo Irã matarem um empreiteiro norte-americano, ferirem quatro membros dos serviços americanos durante ataque contra Embaixada dos EUA no Iraque.

A neutralização do ex-líder da Guarda Revolucionária do Irã não foi vista com bons olhos por um dos principais candidatos das eleições primárias do Partido Democrata.

Em debate na última sexta-feira (7), o ex-vice-presidente dos EUA, Joe Biden, declarou:

“Eu não teria ordenado o ataque a Soleimani porque não havia evidências de uma ameaça iminente.”

Enquanto isso, outros ex-funcionários do governo Barack Obama elogiaram a decisão de Trump de matar Soleimani.

O ex-conselheiro de Segurança Nacional da Marinha, Jim Jones, por exemplo, classificou a decisão como “absolutamente correta”, informa o jornal Breitbart.

- PUBLICIDADE -
Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM
Error: Embedded data could not be displayed.