Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Não me calarei diante da ditadura do STF, diz Jefferson

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Nao me calarei diante da ditadura do STF diz Jefferson
Imagem: AGÊNCIA CÂMARA/Pablo Valadares
COMPARTILHE

“Não vão me amordaçar com um pedaço de trapo de toga”, disse Jefferson.

29 mandados de busca e apreensão foram expedidos, nesta quarta-feira (27), pelo ministro Alexandre de Moraes, relator do inquérito das fake news no Supremo Tribunal Federal (STF).

Um dos alvos dos agentes da Polícia Federal (PF) foi o ex-deputado Roberto Jefferson, que vem elevando as críticas nos últimos meses contra a Corte.

As buscas com relação a Jefferson foram realizadas em dois endereços dele: um na cidade de Comendador Levy Gasparian e outro em Petrópolis.

Em entrevista à Rádio Bandeirantes, Jefferson chamou Moraes de “covarde” e disse que não vai se calar diante da “ditadura do Supremo”:

“Eles estiveram na casa da minha ex-mulher, mãe da Cristiane Brasil, de quem estou separado ha 22 anos. É tão covarde o Alexandre de Moraes que expediu busca e apreensão na casa da ex-mulher.”

E acrescentou:

“É uma coisa familiar, é uma violência familiar cometida pelo ministro Alexandre de Moraes contra mim, minha família e minha ex-família.”

Roberto Jefferson completou:

“Eu já plantei uma árvore, já escrevi um livro, já gravei um CD, tenho três filhos e seis netos. Já vivi o suficiente. Eu não vou me calar diante da ditadura do Supremo. Não vão me amordaçar com um pedaço de trapo de toga. Pode rasgar a toga para fazer uma mordaça, que eu não silenciarei.”

- PUBLICIDADE -
Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM
Error: Embedded data could not be displayed.