- PUBLICIDADE -

‘Não permitirei que violem a dignidade do trabalhador’, diz PM morto na Bahia

Foto: Reprodução e Divulgação/SSP-BA

PM foi morto após ser atingido por tiros de policiais durante incidente no Farol da Barra.

- PUBLICIDADE -

O policial militar Wesley Soares Góes foi morto a tiros em Salvador, capital da Bahia, após “surtar” e disparar contra outros policiais, na tarde de domingo (28), na região do Farol da Barra.

Depois de mais de três horas de negociação com equipes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE), o policial foi baleado após disparar com fuzil contra os colegas de farda.

Antes de ser neutralizado, o PM gritou diversas palavras de ordem falando em desonra e violação da dignidade dos policiais.

Com o rosto pintado de verde e amarelo, Wesley disse que não deixaria que a dignidade e honra do trabalhador fossem violadas:

“Comunidade, venham testemunhar a honra ou a desonra do policial militar do estado da Bahia […] Não vou deixar, não vou permitir que violem a dignidade e honra do trabalhador.”

Confira o vídeo.

https://twitter.com/PATRIOT72012499/status/1376385106705854473

A Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA) afirmou que PM teve um “surto”.

A família, por outro lado, disse que Wesley Góes nunca tinha apresentado surtos.

De acordo com o site Bahia Notícias, o soldado dirigiu de Itacaré até Salvador, onde ocupou a região do Farol da Barra e chegou a dizer:

“Seus filhos estão presenciando sua covardia, policiais militares do estado da Bahia.”

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -