- PUBLICIDADE -

‘Não renunciarei’, diz Witzel a secretários

"Eu espero que a oposição cresça um pouquinho mentalmente, para poder tocar nos pontos que são importantes
- PUBLICIDADE -

“Ele defendeu que não havia necessidade da operação, que houve exagero”, disse um dos secretários.

Wilson Witzel (PSC), governador do Rio de Janeiro, teve uma reunião com secretários, nesta terça-feira (26), no Jardim de Inverno do Palácio Guanabara, sede do governo fluminense. 

Durante o encontro, Witzel afirmou¹ que não renunciará ao cargo e reiterou que está sofrendo ataque político da família Bolsonaro.

Secretários ouvidos pela imprensa dizem que o governador reforçou que continuará “fazendo o seu trabalho” e que os secretários “devem fazer o mesmo”. 

Witzel ainda acrescentou² que todos estão à vontade para deixar o governo, caso se sintam incomodados com as recentes denúncias contra sua gestão.

“Ele defendeu que não havia necessidade da operação, que houve exagero. E de que isso poderia ter sido resolvido com um pedido de informações direcionado a ele”, disse um dos secretários sobre a operação “Placebo”, da Polícia Federal (PF).

Referências: [1][2]
PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -