- PUBLICIDADE -

‘Não seremos mais paraíso de bandidos’, diz Bolsonaro sobre Battisti

‘Não seremos mais paraíso de bandidos’ diz Bolsonaro sobre Battisti
- PUBLICIDADE -

Após confissão de Battisti, Bolsonaro utilizou as redes sociais para destacar a proteção dada pela esquerda brasileira ao terrorista.

“Por anos denunciei a proteção dada ao terrorista, aqui tratado como exilado político”, escreveu o presidente da República, Jair Bolsonaro, na manhã desta segunda-feira (25), em seu perfil oficial no Twitter.

Bolsonaro celebrou a confissão feita por Cesare Battisti, ex-integrante do grupo Proletários Armados pelo Comunismo, à Justiça da Itália.

Pela primeira vez, Battisti admitiu envolvimento em quatro assassinatos cometidos durante a década de 1970, registrou a RENOVA.

Ainda em seu Twitter, Bolsonaro destacou a proteção oferecida pelos partidos da esquerda brasileira ao homicida confesso:

“Battisti, ‘herói’ da esquerda, que vivia colônia de férias no Brasil proporcionada e apoiada pelo governo do PT e suas linhas auxiliares (PSOL, PCdoB, MST), confessou pela 1ª vez participação em 4 assassinatos quando integrou o grupo terrorista Proletários Armados pelo Comunismo.”

O presidente do Brasil completou:

“Por anos denunciei a proteção dada ao terrorista, aqui tratado como exilado político. Nas eleições, firmei o compromisso de mandá-lo de volta à Itália para que pagasse por seus crimes. A nova posição do Brasil é um recado ao mundo: não seremos mais o paraíso de bandidos!”

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -