Negociações entre China e Vaticano estão “a pleno vapor”

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Apesar das críticas de vários membros do clero, as negociações entre o Vaticano e o regime comunista da China estão aceleradas.

Negociações para formalização de pacto provisório entre a China e o Vaticano a respeito da indicação de bispos estão avançando rapidamente rumo a um acordo, disse uma autoridade chinesa nesta sexta-feira (09).

Um acordo sobre quem deveria nomear os bispos na China pode ser assinado dentro de meses, disse uma fonte de alto escalão do Vaticano à Reuters em fevereiro.

As conversas estão progredindo a pleno vapor”, disse Fang Jianping, vice-diretor da associação oficial Católicos Chineses, à Reuters nos bastidores da sessão anual do Parlamento quando indagado sobre a perspectiva de uma normalização das relações.

Esta aproximação entre a Santa Sé e o regime chinês tem sido duramente criticada por alguns membros do clero. Meses atrás, o cardeal Joseph Zen, arcebispo emérito da região semiautônoma de Hong Kong, declarou que “o Vaticano está vendendo a Igreja Católica para a China”.

As críticas estão vindo não apenas de religiosos. O advogado chinês Chen Guangcheng, por exemplo, famoso ativista dos direitos humanos, disse que as recentes atitudes do Vaticano podem  ser classificadas com a “venda da casa de Deus para o diabo“.

Com informações de: [Reuters]

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.