Português   English   Español

Netanyahu chama evangélicos de “melhores amigos de Israel”

Twitter
WhatsApp
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

A saudação do premiê, estendida a líderes evangélicos, foi o ponto alto da reunião organizada pelo Dr. Mike Evans, fundador do Centro Cultural Amigos de Sião.

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, assegurou a um grupo de pastores durante um encontro em Jerusalém:

Não temos melhores amigos no mundo e quero dizer isso. Não é apenas um discurso, é uma parceria que remonta a séculos.

De acordo com informações do portal Gospel Prime:

[Dr. Mike] Evans faz parte de um grupo de pastores e políticos que declaram publicamente seu apoio ao Estado de Israel. Homenageado pelo ministério Amigos de Sião, Netanyahu disse que sua amizade com os pastores é “inspiradora”.

No final do ano passado, o ministério de Evans entregou ao presidente dos EUA, Donald Trump, o Prêmio Amigo de Sião em um evento na Casa Branca onde também estavam o vice-presidente Mike Pence, os conselheiros do presidente, o genro Jared Kushner e a filha Ivanka Trump. Os líderes religiosos presentes representam mais de 150 milhões de cristãos em diversas partes do mundo.

Agora o homenageado foi o primeiro-ministro. Evans disse que ele e Trump possuem “todo o apoio” dos líderes evangélicos.

Também fazia parte do grupo o prefeito de Jerusalém, Nir Barkat, e Cissie Graham Lynch, neta do evangelista, Billy Graham, falecido dias antes. Ela afirmou que seu avô a ensinou a amar Israel.

Netanyahu aproveitou a oportunidade para pedir que “os amigos cristãos” influenciassem outros países a “mudar suas embaixadas para Jerusalém”.

Evans lembrou que o presidente da Guatemala Jimmy Morales recebeu o prêmio de “Amigo de Sião” ao anunciar que mudaria a embaixada do seu país, e que fará o mesmo com todos os presidentes que se comprometerem a levar suas embaixadas para a Cidade Santa.

Enfatizou também que vem mobilizando seus quase 35 milhões de seguidores nas redes sociais para orar pelos líderes mundiais e pedir que eles reconheçam Jerusalém como a capital de Israel. Com informações Jerusalém Post

Twitter
WhatsApp
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Deixe seu comentário

Veja também...