Nicolás Maduro derruba redes sociais na Venezuela

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

O regime chavista costuma tirar as redes sociais do ar durante protestos contra o ditador Maduro.

O provedor estatal de internet da Venezuela restringiu o acesso ao Twitter, Periscope, Facebook e vários outros serviços na manhã desta terça-feira (30), segundo a organização Netblocks.

A medida foi tomada após o presidente interino Juan Guaidó anunciar a fase final da Operação Liberdade, com o objetivo declarado de derrubar a ditadura de Nicolás Maduro e restabelecer a democracia no país.

A ditadura Maduro afirmou que está em ação contra uma pequena tentativa de golpe promovida por militares “traidores” ligados à oposição.

Mais cedo, ao lado de membros das Forças Armadas, Guaidó fez uma transmissão ao vivo no Twitter, direto da base aérea La Carlota, na capital Caracas, convocando a população a tomarem às ruas do país, como noticiou a RENOVA.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.