Noam Chomsky critica sanções impostas contra Venezuela

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

O filósofo norte-americano Noam Chomsky e o ator de Hollywood Danny Glover se juntaram a outros ativistas nesta sexta-feira (09) para criticar as sanções impostas pelos Estados Unidos e Canadá contra a ditadura da Venezuela.

Os ativistas dizem que as medidas prejudicam os mais pobres e impedem uma reconciliação política.

De acordo com informações da Reuters:

Os Estados Unidos e o Canadá impuseram sanções individuais contra diversas autoridades venezuelanas, incluindo Maduro, por acusações de corrupção, violações à democracia e aos direitos humanos.

As medidas incluem o congelamento de bens e impedem cidadãos norte-americanos e canadenses de negociarem com os alvos. O governo dos Estados Unidos também impôs sanções financeiras, que têm como objetivo impedir a Venezuela de contrair novas dívidas, e está considerando sanções de petróleo.

Embora críticos digam que as sanções visam somente a “ditadura” da Venezuela, Maduro diz que as medidas fazem parte de uma conspiração internacional de direita para derrubá-lo e assumir o controle da riqueza de petróleo do país membro da Opep.

“Estamos profundamente preocupados com o uso de sanções ilegais, cujo efeito pesa principalmente nos setores mais pobres e marginais da sociedade, para coagir mudanças políticas e econômicas em uma democracia irmã”, disse a carta.

“As sanções apenas complicam os esforços por parte do Vaticano, da República Dominicana, e de outros atores internacionais para mediar uma solução pacífica para a profunda polarização na Venezuela”.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.