Português   English   Español

Nomeação de Moro como Ministro da Justiça deixou Lula chateado

O juiz federal Sergio Moro, responsável pela Operação Lava Jato em primeira instância, aceitou o convite para ser o novo ministro da Justiça a partir de 1º de janeiro de 2019.

A presidente nacional do Partido dos Trabalhadores (PT), Gleisi Hoffmann, disse ao Estadão que Lula está indignado com a nomeação do juiz federal Sergio Moro como Ministro da Justiça.

O chefe da legenda, preso na sede da Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, capital do Paraná, não está sozinho na sua indignação. Ao longo desta quinta-feira (1º), várias lideranças do PT derramaram lágrimas nas redes sociais.

“Moro será ministro de Bolsonaro depois de ser decisivo pra sua eleição, ao impedir Lula de concorrer”, esbravejou Gleisi no Twitter.

“Poucas coisas podem ser mais descaradas do que isto. Sempre alertamos que Moro atuava como militante, e não como magistrado”, chorou Lindbergh Farias.

Na tentativa de acalmar a indignação do ex-presidente atrás das grades, a defesa de Lula vai usar a indicação de Moro ao governo de Jair Bolsonaro para reafirmar sua narrativa de que o presidiário é vítima de perseguição política.

Twitter
WhatsApp
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Deixe seu comentário

Veja também...